segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

FELIZ NATAL


FELIZ NATAL





FELIZ NATAL








FELIZ NATAL





FELIZ NATAL





FE LI Z N A T A L







quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Olá IsabelNa loja dos brinquedos TOYs are us vende-se o cubo magico que é um quebracabeça muito bom para adultos e até para jovens. Mas eu aconselho aosadultos porque trabalha com os dois hemisferios.Eu criei algumas actividadespara doentes da Doença de Parkinson e até doenças terminais e os diferentesquebra-cabeça tem ajudado mentalmente.Eu também distraio com diferentesjogos, escrevo...A maioria das pessoas não tem a noção mas todas as doenças degenerativasvêem da infancia e enquanto a tal obsessão nao for tratada vai evoluindoaumentando durante a fase adulta mas principalmente, na fase dareforma.Atraves da minha experiencia admito que é necessario um Animador ouEducador ser criativo e actor para saber lidar com os diferentes problemas.Há jovens apanhar doença de Avc como também , depressões cronicas...Tenta rever o filme da marry Poppins que ensina muita pedagogia...Não vourevelar mas fica ao cuidado da Isabel. Outro aspecto a mencionar é que euacho um preconceito da sociedade em considerar que as historias ou contos sódevem ser contadas às crianças.Por experiencia eu detectei adultos muitovelhinhos que não tiveram oportunidade para ser criança, nunca ouviram umahistória nem tiveram um brinquedo... Arranjei historias muito antiga e devez em quando conto aos utentes invisuais, acamados...e eles sorriem.Nãosigo a regra o que a sociedade considera que aquilo é certo e outro éerrado.Gosto da palavra liberdade e sigo na minha vida profissional.No mêsde Outubro propus aos utentes de uma casa de repouso a criação de uma casade presepio e como o lar é carenciado...bui buscar algumas ideias à minhaimaginação.Fizemos com copos de iogurte e cartão.E ficou bonita mas depoiscobrimos com o musgo e palha.A construção ainda não acabou...porque eudesejo e incentivo que seja os utentes a tomar a iniciativa.Costumo chamaraos utentes por "jovens Amelia..." e eles gostam porque a aparencia e a
teatro e durante a minha vida academica.Ha tanta coisa e maravilhas que podemos aprender...Opto por seguir a tese, que o interior de cada utente é ilimitado e como tal necessita de tempo para expressar e viver em harmonia com amor e paz. Nenhuma gaivota voa abaixo das suas possibilidades porqueteem a noção que as suas asas são grandes...Nós somos seres humanos com uma inteligencia maravilhosa mas limitamo-nos apenas com o pouco ou uma ninharia das capacidades...Cabe a cada pessoa tomar a sua decisão. Boa Noite.

domingo, 25 de novembro de 2007

Não resisti a publicar estas duas prosas-poesias que a Lena me enviou

Olá IsabelHoje caí da minha nuven por causa do vento Oeste que não teve maneiras deagir . Parece complicado mas vou tentar explicar: Estava a dormircalmamente...entretanto, ouvi um som estranho da nuven vermelha que passa odia e a noite a comer algodão doce.Perguntei:- O que se passa? Hoje é Sabadoe preciso dormir...- Estava a comer o meu algodão ...e derepente percebi que o saco estavavazio porque a prima do vento Este saiu do Reformatório para passsar o fimde semana.Perguntei com alguma curiosidade:- Como é a sra vento Oeste?-Não consegui captar o seu estado fisíco porque é rápida a passsar... Enesse instante eu senti a minha nuven a balaçar e eu peguei na minhaalmofada e truz caí em cima da vizinha nuven roxa que estava séria apensar...Não sentiu a minha presença porque estava estática, sim , estavahipnotizada.Entretanto, resolvi enviar um fax ao Sr Sol a pedir ajuda.. Este por suavez, ficou preocupado e pediu ajuda à Sra Trovoada que é detective eprometeu que hoje iriamos resolver o problema da sra Vento Oeste semprejudicar a sua prima Este-voluntária do lixo.Passaram algumas horas e reunimos-nos em casa da Sra Trovoada juntamente coma prima Este...Dia a prima Este:- Não sei o que dizer mas....atchim!-Não precisa dizer nada...respondia a Trovoada...Entretanto, respondeu o Sol:- Mandem entrar a Ré para obtermos +informações.Nesse mesmo instante caimos todos para uma nuven de lã.Olhamos calmamente e vimos que afinal a sra Vento Oeste tinha umproblema...era muito desajeitada e gritava fazendo doer os timpanos dosouvidos e a mobilia voava.Resumindo e concluindo, resolvemos o problema ajudando a Sra Vento a voarcalmamente e a gritar +baixo da parte da manhã e à noite.Agora vou dormir e silenciosamente, irei para a minha nuven sem incomodar asoutras nuvens.E para não me esquecer...a sociedade está violenta mas ainda há pessoasboas...Cada um vive o seu mundo ...Sigo uma filosofia de vida que é deaprender a ser positiva e agradecer tudo de bom que acontece comigo.BoaNoite
Olá Isabel ou olá Professora Isabel...Quem sou eu?Deixemos de fatias de queijo porque causam esquecimento, certo? Sou a Helena...Animadora que tirou o curso de Educação Pela Arte...Ainda se lembra demim?Os dias vao passando...a corrida para o trabalho...o almoço...o jantar...bláblá bláPerto do Natal também ando ocupada...há dias voei para o cimo das nuvensazuis escuras que estavam a brincar com as nuvens coloridas e bati àporta.-Quem é?Perguntou alguem do outro lado .Eu pensei que fosse a MaryPoppins e respondi um bocadinho desconfiada...-Sou eu.Nem tive tempo para dizer o meu nome porque a porta abriu de repente... epercebi que estava a falar com uma sombrinha quase do meu tamanho. Arregaleios meus olhos para ver melhor o seu estilo e realmente era muito vaidosa epersistente nas suas palavras. Convidou-me para tomar um xicara de chá econversamos até a sombrinha adormecer.Se nunca viu uma sombrinha a falar omelhor é abrir~o guarda-chuva quando estiver a chover e oiça o tilintar dachuva a bater na sombrinha.. O que falamos não me recordo porque no diaaseguir estava a dormir em cima duma nuven coxa que tinha passado na rua dassombrinhas á procura da sua pantufa e eu cai no profundo sono..Masrecordo...vagamente que levava uma sombrinha pequena e uns sapatos voadorespara não magoar as nuvens coloridas.Em relaçao a Marry Poppins está muitobem...no filme da animação.Com essa sombrinha viajo muito para deslocar-me as instituições mas arranjotempo para observar as pessoas a correrrem...rr....rrr algumas nem conseguemolhar para o chão....e o respirar?Enfim, a Isabel ainda se lembra de mim?Se a resposta for sim responde a estaquestão...como está?E o curso do nivel 2 de Educação pela Arte irá iniciar no ano 2008? Que sejaao sabado da parte da manha.Ah e que o seu preço não seja muito elevado.Neste momento estou sentada numa nuven de cor creme e azulada..vou dormirporque amanha saio de casa muito cedo para trabalhar.Bem Haja Helena

O Fantoche do Jackas


Foi feito pelo meu amigo Jackas, ilustre professor das mesmas áreas que eu.
Faz parte daquelas pessoas que vivem no mundo da educação como uma missão na vida...
Os seus fantoches são uma parte das suas inumeras
vocações...

terça-feira, 13 de novembro de 2007

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

A Aprendizagem Através Do Brinquedo - Parte I

A Aprendizagem Através Do Brinquedo - Parte I
Shvoong HomeCiências SociaisEducaçãoEducação Na Primeira Infância A aprendizagem através do brinquedo - Parte I

-->

Traduza resumos e ganhe dinheiro
Traduza agora

Mostre-me

-->
A Aprendizagem Através Do Brinquedo - Parte I
Autor :Isabel Andrea
-->
Resumo de Isabel Andrea (palavras: 900, Visitas: 3)
Publicado em: quinta-feira, 18 de outubro de 2007 (1 Crítica)
Leia um resumen recomendado

Traduzir Resumo
Ligação para o seu resumo no Shvoong.
Envie a um amigo!
Report Violation

google_ad_client = "pub-4335781802185356";
google_alternate_ad_url ="http://www.shvoong.com/ads/?w=300&h=250amp;lang=PTamp;ch=0377392137+6113587601+1999655801";
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;
google_ad_format = "300x250_as";
google_ad_type = "text_image";
google_ad_channel = "0377392137+6113587601+1999655801";
google_color_border = "FFFFFF";
google_color_bg = "FFFFFF";
google_color_link = "08308C";
google_color_text = "000000";
google_color_url = "E72800";
isaandrea.blogspot.comoquiosquecolorido.blogspot.comToda a criança saudável brinca, Ficamos sempre maravilhados com a energia apresentada pela criança que brinca e as suas sucessivas descobertas. Deveremos então reconhecer que as crianças entregues a si próprias, constituem organismos dinâmicos, curiosos para investigar tudo e qualquer coisa. Quanto tentamos recordar o que foi a nossa infância, poucos detalhes nos vêm à mente: um brinquedo favorito, uma ocupação preferida ou algo remarcável no decorrer do crescimento. Tudo parece se ter desvanecido, dia após dia, ano após ano. Poderão subsistir, talvez, algumas recordações culposas, mas que não são de tal modo que os vamos partilhar com os nossos amigos. Estas recordações não são porém numerosas e não sendo disponíveis para a discussão pouco nos podem ajudar. O que parece ter-se dissipado por completo é exactamente o que motivou todo o grande entusiasmo e excitação. Tudo o que iremos recordar é que nos atiraram para o irresistivel e encantador mundo do brinquedo como se este representasse algo de mágico. Mas apesar do facto de termos esquecido tanta coisa, enquanto estivemos tão rprofundamente ocupados, sugere que avançámos dinâmicamente, através da aprendizagem, para novas esferas de actividade. Vejamos o seguinte:Uma criança de 4 anos tem um alguidar com água no jardim ou no espaço que lhe é dado para esse tipo de brincadeiras, ali ela brinca com a água, entorna-a, observa, experimenta. Com a água pode ainda fazer interagir garrafas, jarras, panelinhas e outras vazilhas, mas também podem introduzir outro tipo de objectos ou brinquedos. Todo este manuseamento produz sons, tanto quando cai a água como quando se lhes escapam das mãos e caiem no chão. Tudo isto lhes vai também proporcionar sons diferentes, assim os olhos vêm todos estes trajectos e os ouvidos escutam sons diferentes. Podem pôr barquinhos na água, eles podem rodopiar, afundar-se e a criança pode continuar ou repetir acções que a farão rir. Muitas descobertas vêm do acto de brincar com a água, numa idade em que a sua sensibilidade desponta. Pode chamar a mãe ou outra pessoa para fazer o mesmo que ela, e assim compartilha novas sensações.Uma criança de sete anos faz uma tenda. Pinta um desenho ou enfia as contas de um colar que seguidamente pendura ao pescoço, faz um jantarinho para uma outra pessoa, mas como ela tarda a chegar come sózinho. Não fica convencido que tenha sido uma boa ideia, mas experimentou, chama os pais para verem a sua cazinha de brincar, mas depois volta para os seus problemas e precisa ficar sozinho.Duas crianças de 10 anos podem construir uma casa com madeiras ou cartões e ali no seu mundo muito próprio, guardam maçãs, pregos, histórias aos quadradinhos, para lerenquanto comem as maçãs. A mãe dá um pouco de alcatifa para forrar o chão da casinha.Depois outras objectos vieram, caixas, etc. Pode haver brigas momentaneas mas do conjunto da brincadeira tudo o que se passou num munda que lhes é próprio é insubstituivel.É pois nestas actividades que as crianças de todas as idades, fundamentam a si mesmas a física, a matemática, a arte. Calculam, avaliam provam a gravidade, o pedo, a capacidade, o volume, a refracção da luz, etc...No entanto, investigam e demonstram os principiuos da física todos os dias, ao passearem, correrem e arremessarem bolas e pedras. Grande parte da sua investigação do meio constitui concreta solução de problemas, que as capacita, mais tarde no poder de raciocinar a partir de modelos subjectivos solidamente construídos, conforme denomina Piaget os conceitos cada vez mais seguros do mundo exterior. Assim o seu raciocinio abstracto não entrará em colapso diante da realidade externa.No entanto, estas investigações intelectuais, desde a criança de quatro anos que brinca com a água até às crianças mais velhas fazendo experimentações ou exercitando habilidades mais avançadas em todas as suas brincadeiras, não abrangem toda uma experiência durante o brincar.As oportunidades de brincar devem dar à criança infinitas variantes. Uma criança de meios muito reduzidos não tem as mesmas possibilidades. Brincam também de modo diferente as crianças de meios rurais ou as crianças de bairros habitacionais agrestes.No entanto, existem determinadas caracteristicas comuns no brincar de todas as crianças saudáveis, quaisquer que sejam as suas fases ou idades. Existe uma dinâmica e irresistivel atracção pelo jogo, que lhes traz um interesse apaixonante e um prazer quase infinito. É necessário continuar a pensar na melhor maneira de fazer crescer uma criança.

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Um dia a dia multicolorido
para quem o quizer observar
nesta feira de fim de semana
na magnifica cidade de Aveiro.
Posted by Picasa

domingo, 2 de setembro de 2007

..:: Intervir.net ::.. | Home

Clicar em baixo para ver imagem:

..:: Intervir.net ::.. Home: " Sobreviventes Inserido por mfigueiredo08/17/2007 23:54:08 COMO SERÁ O NOSSO MUNDO QUANDO A ÚLTIMA AVE DEIXAR DE VOAR? 'O projecto 'Sobreviventes' é uma iniciativa do fotógrafo de natureza Filipe Silva e do banco de imagens Behindnature. Este projecto visa levar até à população em geral e em especial às camadas mais jovens, um conjunt..."

segunda-feira, 27 de agosto de 2007

: "2 anexos — Baixar todos os anexos Exibir todas as imagens sala b.JPG 1322K Visualizar Baixar "

sexta-feira, 10 de agosto de 2007

Actividades Lúdicas Em Educação Infantil Resumo


Actividades Lúdicas Em Educação Infantil Resumo: "Shvoong HomeCiências SociaisActividades Lúdicas em Educação Infantil Actividades Lúdicas Em Educação Infantil Autor : Isabel AndreaLeia um resumen recomendado Resumo de Isabel Andrea Publicado em: sexta-feira, 10 de agosto de 2007 (0 Crítica) Traduzir ResumoLigação para o seu resumo no Shvoong.Envie a um amigo! http://oquiosquecolorido,blogspot.com. http://isaandrea.blogspot.com/
O Jogo não tem para os teóricos e os práticos da pedagogia o mesmo significado, como também não é sentido do mesmo modo pela criança e o adulto. O Jogo pode ser visto para além do seu valor cultural, em função do seu valor pedagógico, educativo e didático. Assim, professores e educadores tendem a volorizar a perpectiva educativa e didática, essencialmente ligada à relação consciente, lógica e funcional com os materiais e as situações lúdicas. Brincar tem uma relação profunda com o inconsciente individual e colectivo, com a vida dos afectos e das emoções de cada individuo e com o mito de cada grupo. É através da brincadeira que a criança se apropria dos significados culturais e, é através do jogo que ela dá significado vivencial às coisas aprendidas, aos conhecimentos adquiridos e às sensações sentidas. A criança precisa de brincar numa dimensão ampla, livre, rica e diversificada, em casa, na escola, na rua, na ludoteca, no jardim, em zonas de utilização comunitária. Precisa de brincar com os pais, professores, vizinhos,amigos, com diversos tipos de adultos, com os conhecidos e por vezes até com os desconhecidos.
Para além de brinquedos comuns, de colecções de jogos especializados, a criança precisa de ter objectos a que atribua os segredos e magia de infância e que em adulto lhe dêem a certeza de ter sido criança.
Precisa de brincar para crescer harmoniozamente e com robustez.

quinta-feira, 9 de agosto de 2007

Nicolau


É um pinguim que vive há 46 anos em Portugal.
Canta e é amigo...

domingo, 29 de julho de 2007

sábado, 28 de julho de 2007

sexta-feira, 27 de julho de 2007

Maria Papoila - autoria de Suzana Silva


Num jardim encantado, uma história contada sem palavras...
Maria Papoila deseja oferecer uma papoila ao Chico. Porém o que ela deseja é impossível pois a papoila quando arrancada perde as petalas pouco tempo depois.
Chico encontra um botão e procura o seu dono por infindáveis estendais.
Uma história de encontros e desencontros, que uma borboleta tonta procura mediar.
Será importante sonhar o impossível? Poderá a magia do teatro, do circo e da dança permitir o encontro destes sonhos.
Obrigada Suzaninha... Foi assim que eu te vi...

Pintura de parede

Em Aveiro parede do Mercado Negro.

Mercado com liberdade para uma diversidade de expressão artistica.

Gostei de ver ...
Posted by Picasa

quinta-feira, 26 de julho de 2007

SAPATOS DE FLAMENGO

DANÇAR O FLAMENGO IMPLICA TER OS PÉS BEM ACOMODADOS,

UMA COR ALEGRE

TEM A VER COM OS MOVIMENTOS DA DANÇA
Posted by Picasa

quarta-feira, 25 de julho de 2007

MAO MAO SHOP

Local onde o tempo parou e não parou, evoluiu, tudo se pode reciclar.

Lugar onde moram sonhos e realidades, lado a lado com arrojo, com choque, com humanidade...

Adorei
Posted by Picasa

quinta-feira, 19 de julho de 2007

ICDL - International Children's Digital Library

ICDL - International Children's Digital Library

Encontrei este link muito bom para quem se ocupa de educação de crianças, é clicar e aparecem livros para ler na net, com boas ilustrações e bons conteúdos.

terça-feira, 17 de julho de 2007

: " http://www.childrenslibrary.org/library/books/readers/potcota_00660001-comic.jnlp "

O Rink vem de uma familia excêntrica, com qualidades excênticas....

Sempre que a Lua está cheia brotam de si muitas flores...


Leiam este livro, procurem-no, é um exemplo do saber cultivar AMOR apesar das diferenças.

Norden Farm Centre for the Arts - Theatre in Maidenhead :: event :: The Boy Who Grew Flowers